2 comentários:
De António Viriato a 26 de Fevereiro de 2007 às 05:43
Já o facto de lá ir parar, merece realce. Se fica ou não sob forte protecção, já isso é menos relevante. Relembre-se que, também em 1982, nas Malvinas, o Príncipe André lá andou a pilotar helicópteros, em plena guerra, correndo os riscos dos demais. Imagine-se o que ocorreu em Portugal, com inúmeros casos de pés chatos impeditivos de presença nas fileiras, como até aconteceu com o nosso ex-Presidente Sampaio, mais tarde porém arvorado em Comandante Supremo das Forças Armadas. Enfim, que belos e distintos exemplos !...
De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2007 às 15:48
Poderá não ser um soldado como os outros, mas prova que quer ser um homem como os outros. Só o enobrece esta atitude.

Comentar posta