8 comentários:
De DiogoHoffbauer a 27 de Fevereiro de 2008 às 22:12
O Bolhão é a epídome da alma portuense. O cheiro das flores e dos peixes formam um perfume que, não sendo agradável em termos odoríficos, enche o coração dos portuenses.

50.000 assinaturas é bom, mas podia ser mais. Até porque eu não assinei. Com 50.001 ainda conseguiamos sensibilizar. Agora assim...

http://odevaneiodabatata.blogspot.com
De Afonso Reis Cabral a 27 de Fevereiro de 2008 às 22:21
Ou 50.002, porque eu também não fui a tempo de assinar...
De DiogoHoffbauer a 28 de Fevereiro de 2008 às 21:53
Podíamos ter feito a diferença, Afonso ;)
De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2008 às 10:17
E agora oiçam e vejam essa Vaca Sagrada do Siza Vieira! O Grande Destruidor da sala de visitas do Porto; A Besta que desertificou a baixa portuense; O Bárbaro que, qual Átila, por onde passou nunca mais a erva cresceu!
Vejam as suas remelentas lágrimas de crocodilo a chorar pelo Bolhão!
Hipócrita de merda que falaria de outra maneira se tivesse sido o escolhido (e bem pago) para a destruição programada. Como o trabalhinho foi adjudicado a uma holandesa fala por despeito.
Ó Siza tem respeito por quem trabalha no Bolhão! Tem respeito pelos portuenses a quem já ofendeste miseravelmente!
Tem respeito pelos alhos, pelas couves, pelas escamas das sardinhas, pelas tripas do porco, pelas ameijoas, pelas flores, pelas abóboras, pelas azeitonas, pelo pão e pela broa, porque já sabemos que por ti próprio nunca o terás!
Vai para Madrid deitar árvores abaixo que a Tyssen sabe pôr-te na ordem!!!
De Ben Hur a 28 de Fevereiro de 2008 às 10:20
O anónimo das 1oH17 sou eu.
Por lapso esqueci-me de assinar: Ben Hur
De lobices a 28 de Fevereiro de 2008 às 17:07
...eu assinei
...acima o Bolhão...longa vida ao Bolhão
...claro que aceito que se façam obras de reparação, nunca de destruição da sua traça original que lhe dã aquele sabor tão grato aos Portuenses
...bibó Porto, carago!!!!!!!!!!!
De afreiscabral@sapo.pt a 28 de Fevereiro de 2008 às 17:10
Viva!
De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2008 às 20:30
Vivo na rua onde o Bolhao se situa, e garanto que no verao, os turistas deliciam-se com a estrutura do edificio e pelas pessoas que la trabalham.

Pf, nao o destruam!

Rita M.

Comentar posta