Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

Estabelecer limites


Segundo o jornal Destak do passado dia 13 (sexta-feira), «o novo Código Penal vai proibir os castigos corporais em instituições e também em casa, cobrindo assim todas as situações de violência física ou psicológica.»
A minha primeira reacção recaiu sobre os castigos corporais em instituições, coisa que me parece bem proibir.
No entanto, a proibição de castigos corporais em casa não é admissível.
O ponto crucial desta proibição está em estabelecer limites, coisa que é quase impossível. Afinal de contas, um tabefe bem aplicado é um curativo para situações de má-criação e nunca fez mal a ninguém.
Por outro lado, esta lei é compreensível porque há muitas crianças e adolescentes que apanham de uma forma perfeitamente excessiva e animal, é o chamado espancamento. Essas crianças devem ser protegidas e ajudadas.
Penso, no entanto, que esta lei faz pagar o justo pelo pecador.
Para além do mais, tenho a certeza que irá haver casos de adolescentes a dominar os pais da seguinte maneira:

«Ou me dás o jogo XPTO, ou eu vou à polícia fazer queixa de maus-tratos!» Os pobres pais, que nunca levantaram um dedo contra o filho (e que talvez já o devessem ter feito) ficam assim encurralados pela lei. Mas não, não pode ser, basta! «Não te vamos dar o jogo e ponto final.»
Que faz o filho? Pede a um amigo da escola que lhe dê dois ou três murros e pouco depois, com a cara roxa, dirige-se à polícia e chora um pouco. «Sabe, Sr. Polícia, os meus pais…»

Por outro lado ainda, esta lei (passe o pleonasmo) é a lei do menor esforço. Tomando como universal e categórico uma certa exigência legal é muito mais fácil actuar.
Tenho pena dos pais que sempre amaram os filhos e que por vezes se vêem obrigados a aplicar um correctivo ao filho/a! Tenho pena desses pais porque qualquer dia sabê-los-ei encarcerados numa das muitas prisões de Portugal.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 19:17
link para a posta | Comentar
1 comentário:
De Anónimo a 16 de Outubro de 2006 às 19:49
Muito bem.
Estes políticos deviam levar um tabefe colectivo!

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds