Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Baby Down

 

Brota por tudo quanto é sítio um novo tipo de bonecas, alegadamente destinadas a “promover a igualdade”. São as Baby Down, ou seja, bonecas com feições iguais às das crianças com Sindroma de Down.
Os vários comerciantes (alguns americanos, outros
espanhóis, etc.) fizeram uma campanha de como seria bom distribuir estas bonecas a todas as crianças, com e sem deficiências, mas especialmente a estas últimas, porque isso reduziria o preconceito, já que “não queremos promover a diferença, mas promover a sua beleza e fazer-lhes saber que podem ser diferentes por fora mas por dentro somos todos iguais”, como diz Donna Moore, uma das criadoras destas bonecas “integrativas”.
O problema é que muitas das crianças com Sindroma de Down não têm qualquer percepção da sua deficiência e mesmo se tivessem não seria bom ostentar-lhes uma imagem da diferença, marcando assim um fosso entre elas e os outros. Quanto às crianças normais, essas, lidam com uma boneca “Down” como com uma boneca “Barby”: brincam um pouco, arrancam-lhe um braço, ou penteiam-lhe o cabelo e de seguida trocam-nas por outra com a facilidade de um piscar de olhos. São crianças, é assim mesmo.
Ou seja, ao fim e ao cabo quem é que ganha com todo este discurso politicamente correcto e traiçoeiro que joga com os sentimentos mais bem-intencionados dos pais? Claro, os comerciantes. Todas estas falácias embrulhadas em sentimentalismo não passam de um golpe de vendas de péssimo gosto, com o único objectivo de amealhar uns cobres à custa de uma ideia preconcebida da diferença e da maneira de a minorar. O seu único objectivo é vender, vender, vender!


Publicado por Afonso Reis Cabral às 22:19
link para a posta | Comentar
17 comentários:
De Anónimo a 14 de Julho de 2008 às 22:47
Ainda que o mercado envolva este projecto, ha que reconhecer a " ideia".
Promover a beleza, porque beleza só ha uma, eu pelo menos nao conheco duas diferentes.

Rita
De Afonso Reis Cabral a 14 de Julho de 2008 às 23:54
Rita, não te deixes enganar pela propaganda de quem quer vender. Não há ideia, há ambição.
De Teresa a 15 de Julho de 2008 às 03:48
Rita:
A ideia é absurda.
Achas que se dermos uma boneca preta a uma crianca, tem haver alguma coisa com o anti-racismo?
O Afonso tem razao é só negócio e a puxar para os sentimentos das pessoas, que se deixam engolir.
Dá notícias!

De Afonso Reis Cabral a 15 de Julho de 2008 às 14:45
Negócio, negócio, negócio...
De Anónimo a 15 de Julho de 2008 às 08:55
Qualquer dia começa-se a fazer bonecos sem braços, etc, o que acha menina Rita
De Anónimo a 15 de Julho de 2008 às 14:24
Bull sheet!
Fuck them all!

Já agora:
Bonecas cegas, bonecas com paralisia cerebral, bonecas com cancro, bonecas sem pernas e braços, bonecas violadas, bonecas leprosas a caír aos pedaços, bonecas com os olhos trocados, bonecas autistas, bonecas com coprofagia, bonecas a insultarem os pais, bonecas assassinas, bonecas suicidas.

Mas a mais obscena de todas seria a boneca com a mentalidade monstruosa de quem teve esta ideia e pior, de quem a produziu e está a ganhar com ela.
Estes são os verdadeiros anormais!!!
De Afonso Reis Cabral a 15 de Julho de 2008 às 14:43
Pois são. E não se engana muito no que diz: também há bonecas com pouco cabelo devido à quimioterapia, e bonecas paraplégicas, pelo menos que eu saiba.
De Ben Hur a 15 de Julho de 2008 às 14:36
Cara Ritoide,
Pior do que ser mongoloide é ser sentimentaloide, que é o que és!
De Alyne a 12 de Novembro de 2014 às 22:39
Mongoloide ?? pq nacionalidade Mongolia ...ler e ter cultura até uma criança com sindrome de down consegue saber a diferença melhor que vc ! SR. "HIghinorância!
De Anónimo a 15 de Julho de 2008 às 16:52
Por favor leiam bem o meu comentario.
Eu nao apoiei nem nada do genero este projecto.
Falei da beleza, da beleza que qualquer ser humano tem, nao me referia a nenhum boneco.
Quando falei em ideia, referia-me de facto à beleza comum que todos partilhamos.

Para si BH:
Relaxe, é Verao.
Olhe as rugas, e nao me tente ofender.
É feio.

Rita
De BH a 16 de Julho de 2008 às 16:44
Filha da Mãe Natureza:
Eu não tento ofender, eu ofendo porque quero ofender!
O problema é que tu és inofendível porque só se ofende quem tem sentimentos e tu só tens sentimentozinhos. Inhos, inhos, muito pequenininhos.
De BH a 16 de Julho de 2008 às 16:56
Filha da Mãe Natureza,
Tu quando nasceste, nasceste cheia de rugas. Velha, relha, caquética. O teu coração é um autêntico trapo de esfregona de asilo.
Tu devias desnascer!
Também davas uma boa baby ancient para que as crianças vejam que não há diferença onde ela existe.
AH! AH!AH!AH! AH!AH!
Eu sei o que fizeste ontem à noite!
Nunca, mas nunca mais, te atrevas a pronunciar o meu nome sagrado!
De Afonso Reis Cabral a 16 de Julho de 2008 às 19:29
É por estas e por outras que me apetece cada vez mais fazer edição de comentários, não admitindo insultos ou devaneios absurdos que parecem apenas ser destinados atiçar uma eterna e cada vez mais absurda discussão.
De Ben Hur a 16 de Julho de 2008 às 19:39
Caro Afonso,
Por estas percebo-te e sei quem são, mas quem são as outras?
De Anónimo a 17 de Julho de 2008 às 00:38
Nao te preocupes Afonso.
A mim, basta-me que tu e a Teresa entendam o significado do meu inicial comentario.
Lamento que tenha induzido em erro.
Como é obvio eu nunca iria apoiar 1 medida, 1 estrategia que se fomentasse no dinheiro e no lucro.

O BH pode dizer o que bem entender.
Vozes de burro, nao chegam ao ceu.

Um beijinho,

Rita
De João Pedro a 18 de Julho de 2008 às 15:12
Só um dado (ver jornal "La Gaceta", de 10/07/2008):

Estudos em Espanha apontam para que 9 em cada 10 fetos desse país sejam abortados. No médio-prazo não haverá pessoas com sindrome de Down em Espanha.

Obrigado, Zapatero, Aznar e companhia. Terão algo do qual se orgulhar...
De mmmmmmmmmmmm a 22 de Novembro de 2008 às 12:20
você é um completo idiota com esse cérebro imundo e inconsequente nem merecia estar vivo quem é você para se orgulhar disso seu burrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds