Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

"Pedido de desculpa"

 

José Sócrates pediu desculpa ao país: «Estava convencido que não estava a violar nenhuma lei nem nenhum regulamento. Infelizmente há essa polémica em Portugal e eu quero lamentar essa polémica. Se por algum motivo violei algum regulamento, alguma lei, lamento e peço desculpa, não voltará acontecer.» (PÚBLICO)
Apesar de se exigir mais de um Primeiro-Ministro e dos seus assessores (ninguém foi capaz de lhe dizer que estava a cometer uma ilegalidade!), o pedido de desculpas fica-lhe bem, sem dúvida…
No entanto:
- Pagará a multa?
Só assim a questão fica saldada. Por muito bonito que possa ser, um pedido de desculpas não paga multa…  
- Porquê deixar de fumar?
Nunca a polémica foi sobre o acto de fumar per se. Felizmente, isso diz respeito à vida pessoal de José Sócrates. A polémica prende-se com uma ilegalidade cometida por um primeiro-ministro, independentemente da sua natureza.
Tendo em conta a opinião da sociedade quanto ao tabaco, este pedido de desculpas mais parece uma promessa eleitoral. Deixar de fumar entrou na agenda política! Tristemente, inevitavelmente, mediocremente, um dia saberemos que nem esta promessa Sócrates foi capaz de cumprir. Quem vive pela espada, morre pela espada.

 

(Video via 31 da Armada)

Tags:
Publicado por Afonso Reis Cabral às 18:32
link para a posta | Comentar
3 comentários:
De José Sousa Pinto a 15 de Maio de 2008 às 21:25
Triste país onde tanto se discute, tanto se escreve sobre o facto de o PM ter "tirado duas passas" no avião fretado. Diz muito das pessoas que somos e da imprensa que temos...
Curiosamente, o preço dos combustiveis aumentou inexplicavelmente pela 15ª vez este ano e não se ouve tanta critica!!!
A mim chateia-me que Sócrates ande a apertar a mão sorridente a um tipo como o Chavez, não que ande a fumar no avião fretado. Mas, mais uma vez, teremos que nos vergar perante o pragmatismo da economia.
De Afonso Reis Cabral a 15 de Maio de 2008 às 23:09

Zé, como bom jornal que é, o PÚBLICO não faz mais do que a sua obrigação de informar. Quer concordemos com a lei, quer não, José Sócrates tem que a cumprir. A questão não está nas “duas ou três passas”, não!, está na transgressão da lei. Seja ela qual for.

PS – Grande falácia, Zé! Porque é que uma coisa invalida a outra? Porque é que não se pode falar sobre o fumo a bordo e sobre a subida do preço do petróleo? Será que uma invalida a outra? Não me parece… A comprová-lo, basta ver qualquer noticiário.
Obrigado pelo comentário.
De Inês A. a 16 de Maio de 2008 às 22:37
Penso que o problema não está no tempo de antena reservado a um e a outro assunto, mas sim no facto de o público se preocupar mais com o facto do Primeiro Ministro ser ou não fumador, do que com o facto de o preço dos combustíveis continuar a aumentar (mesmo quando o dólar continua a desvalorizar-se em relação ao euro).

É um pouco deprimente, realmente, ver como as prioridades deste país estão trocadas. Isto sem querer retirar gravidade ao facto de um Primeiro Ministro não cumprir uma lei que ele, com tanto afinco, quis ver aprovada...

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds