Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Intimidades públicas? Será isso possível?


Sócrates aceitou ser entrevistado para uma reportagem sobre a sua intimidade, na SIC. Neste género de reportagem “fala-se muito de tudo”, ou seja, fala-se muito de nada. Que me interessa saber que Sócrates acha maçador acompanhar as notas dos filhos? Que me interessa saber que Sócrates costuma tomar duas bicas, ou que o seu espanhol é português com sotaque não-sei-de-onde? Que me interessa saber que os colegas o identificam como o Zangado da Branca de Neve e Os Sete Anões? A verdade é que todos os portugueses já o identificaram como tal!...
A política, que é o essencial, fica abordada nos meandros de um cafezinho, da amostragem de uma caneta Parker, “baratíssima”.
Pior: este tipo de intimidade fabricada soa até a culto e um carácter já ele encenado pelo próprio primeiro-ministro, sempre tenso no seu sorriso, no seus gestos, no seu pretenso despir de máscara. Reportagens como esta (hoje temos que aturar Menezes) são um rol inútil de aparências.

Publicado por Afonso Reis Cabral às 17:03
link para a posta | Comentar
2 comentários:
De B.H. a 14 de Março de 2008 às 18:17
Se o Socrates fosse.......

Se fosse flor: girassol
Se fosse livro: a oeste nada de novo
Se fosse filme: há lodo no cais
Se fosse mamifero: mabeco
Se fosse peixe: cavala
Se fosse autarca: Abílio Curto
Se fosse ave: garnizé
Se fosse batráquio: salamandra
Se fosse réptil: osga
Se fosse peça de teatro: À espera de godot
Se fosse livro: O Conde d' Abranhos
Se fosse primeiro ministro: Santana Lopes
Se fosse religioso: cátaro
Se fosse fábula: a rã e a vaca de La Fontaine
Se fosse legume: rabanete
Se fosse sopa: sopa de letras
Se fosse revista: TV Guia
Se fosse actor de cinema: duplo
Se fosse trabalhador: bancário na CGD
Se fosse alguém: ninguém
De Anónimo a 14 de Março de 2008 às 21:30
Para alem de mau politico, é insosso e intragável.
YECCC


Rita M.

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds