Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Fim-de-semana



Vasos Gregos em Portugal: Aquém das Colunas de Hércules
é uma exposição de mais de 600 vasos gregos que está até ao final do mês de Abril no Museu Soares dos Reis, no Porto. Seiscentos vasos gregos, seiscentas histórias para conhecer.

É a primeira vez que uma exposição reúne no mesmo espaço os exemplares mais significativos da olaria grega existentes em Portugal, tanto de colecções privadas como públicas. Para mais, as peças são acompanhadas pelo comentário de Maria Helena da Rocha Pereira, senhora que mede o quotidiano por séculos, o que garante comentários imprescindíveis.



Vasos Gregos em Portugal: Aquém das Colunas de Hércules
Museu Nacional Soares dos Reis, Porto

28 Fevereiro a 30 de Abril de 2008
Terças das 14h00 às 18h00
Quarta a domingo das 10h00 às 18h00
3€
Publicado por Afonso Reis Cabral às 10:00
link para a posta | Comentar
Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

Notas Soltas

  • Luis Filipe Menezes surpreende mais uma vez: Menezes promete tirar publicidade da RTP se ganhar eleições sou contra empresas públicas que vivem  apenas das transferências estatuais quando podem ter receitas. Ontem na SIC Notícias, Morais Sarmento explicou que todas as receitas de publicidade da RTP servem, actualmente, para saldar as dívidas da empresa. Quando todas essas dívidas forem pagas as receitas da publicidade deveriam ser utilizadas para cobrir as despesas da empresa.
  • P.S: RTP sem publicidade custaria 500 milhões aos portugueses
  • O Insurgente faz hoje três anos. Muitos parabéns pelo trabalho e pela expulsão dos ocupantes.
  • Gostei muito do artigo de João Cardoso Rosas no Diário Económico de hoje. "Numa sociedade mais justa – que a esquerda diz querer, embora muitas vezes pareça não saber como lá chegar – o equilíbrio social entre os mais e os menos talentosos não se faz através da criação de oportunidades iguais para todos no sistema educativo, mas antes através da distribuição dos rendimentos."
Publicado por José Tomás Costa às 09:57
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

Pela alma do Bolhão


É inegável que o Bolhão precisa com urgência de obras de restauro. No entanto, se a princípio aceitei reticentemente a propaganda de Rui Rio, agora posso sem sombra de dúvidas temer pelo verdadeiro Bolhão. Restaurar é uma coisa, reconstruir e descaracterizar é outra.
O projecto da holandesa TCN manterá apenas a fachada, transformando o interior num espaço que tolera a custo umas quantas bancas de comércio tradicional. Serão construídas habitações, “lojas-âncora”, cafés, restaurantes, bares, atracções nocturnas, etc. Em suma, um centro comercial numa zona onde já existem outros dois. Esta metamorfose assassina o Mercado do Bolhão castiço, com os seus pregões e vendedeiras, peixe fresco e galinhas atadas pelas patas.
Tem-se verificado um movimento civil forte pela alma do Bolhão, que tem mobilizado portuenses e não portuenses. Hoje mesmo foram entregues 50 mil assinaturas na Assembleia da República. Será que vamos conseguir travar a marcha de descaracterização? Espero que sim!

Tags:
Publicado por Afonso Reis Cabral às 20:40
link para a posta | Comentar | Ver comentários (8)
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Golpes baixos



As sondagens dão uma margem de vitória cada vez mais folgada a Barack Obama, o dia 4 de Março aproxima-se e Hillary Clinton está desesperada. Por exemplo, parece que a sua campanha fez circular uma foto de Obama durante uma visita ao Quénia, em 2006, aumentando assim os rumores quanto à religião de Obama. Será ele muçulmano, não será? Desde que o rumor se espalhe e perturbe os sentimentos mais primários dos americanos, a resposta certa não interessa. 

Esta estratégia pode ou não perturbar a marcha de Obama, mas o que é certo é que à medida que vai somando derrotas, Hillary usa cada vez mais estes golpes baixos. Assim não, Sr.ª Clinton!

Publicado por Afonso Reis Cabral às 12:47
link para a posta | Comentar | Ver comentários (9)

Tentativa de agressão


«Farei tudo para não ser um novo caso Bexiga». É esta a garantia que o jornalista Rui Santos deixa ao SOL, depois de ter sido agredido por três encapuzados no parque de estacionamento da SIC, esta madrugada, logo a seguir ao seu programa de comentário futebolístico Tempo Extra.


Publicado por Afonso Reis Cabral às 09:00
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

Uma espécie de oposição


Claro. Para Pedro Santana Lopes “isto” é uma espécie de Democracia!!! A fraca oposição deve-se apenas aos media, que insistem em serem agressivos com o PSD. Nada tem que ver, claro está, com a liderança do próprio PSD que começou por ser bicéfala para se tornar apenas, e tristemente, acéfala. Basta assistir ao espectáculo mansinho dos plenários na Assembleia da República e, por vezes, às subsequentes declarações contraditórias do líder do PSD para se ficar com a certeza de que tudo é culpa do sectarismo dos media.
Mais do que atacar a comunicação social, Santana Lopes desculpa-se escrevinhando volta e meia num blog medíocre até ao tutano. Com oposição desta, “isto”, de facto, parece uma espécie de Democracia!!!

Publicado por Afonso Reis Cabral às 15:16
link para a posta | Comentar | Ver comentários (6)

"Todo o mundo é feito de mudança"



Mudámos de casa. O pouco funcional Blogspot não fornecia as instalações ideais e por isso fomos procurar guarida no SAPO, que nos recebeu de braços abertos. Agradecemos a recepção calorosa!
Quem, devido ao hábito, for bater à porta antiga vê a sua visita redireccionada directamente para o SAPO, no entanto, demora um pouco mais a entrar, por isso pedimos aos leitores que ainda tenham links para o endereço do Blogspot que os mudem para www.janelar.blogs.sapo.pt.


Para além da mudança de casa, mudámos também um pouco a decoração. A antiga imagem da janela escura foi substituída por um desenho do nosso amigo Josémaria Rebello de Andrade, que se disponibilizou a fazê-lo especialmente para o Janelar. Obrigado, Zé!


Publicado por Afonso Reis Cabral às 08:00
link para a posta | Comentar | Ver comentários (4)
Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Suave despedida

Aznavour canta hoje pela derradeira vez em Lisboa. Mais do que um concerto, esta actuação é uma suave despedida. Uma geração, pelo menos parte de uma geração, viveu ao som d’Aznavour e agora reúne-se no Pavilhão Atlântico, não para o ouvir, porque aos 83 anos Aznavour já não tem voz, mas apenas para lhe dizer adeus. Não pode haver público mais emotivo – espera-se um grande espectáculo!
Publicado por Afonso Reis Cabral às 20:00
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008

Primárias no Texas Clinton vs. Obama


Assisti ao debate Hillary vs. Obama no Texas.
As grandes diferenças no estilo e forma de fazer campanha chocaram-me positivamente. O debate era no campus da Universidade Austin, capital do Texas, com uma enorme estrutura montada que incluia uma plateia enorme, pareceu-me nem sequer ser coberto pois notava-se o vento nas folhas do candidatos. A plateia interrompia com aplausos ou com morras, a única vitima dos búus foi Clinton por causa de uma afirmação infeliz que agora não me recordo...
O debate em si foi fraquinho. Obama estava com pouca chama no início, provavelmente cansaço visto que a campanha já decorre à meio ano e ainda falta muito para ver a luz no fim do túnel. Clinton começou segura e apelando ao coração da plateia para inverter a imagem fria e calculista que tem dela o eleitorado. Quanto às ideias, Clinton e Obama só discordavam em completo na questão dos seguros de saúde. De resto, parecia ser uma questão de estilo, ou seja, com quem o eleitorado simpatiza mais.

Obama tem um trunfo em relação a Clinton na questão da guerra do Iraque: ela apoiou a invasão e ele não. E soube utilizar esse trunfo de forma eficaz.
O debate acabou com um tipo de pergunta que só se faz nos USA, "que situação da vossa vidas vos colocou mais à prova?". Começou por responder Obama falou das suas origens e de como a mãe dele, estando sozinha, o educou com a ajuda dos avós e dos seus tempos como advogado em que recusou cargos bem pagos na Wall Street para ser procurador público. Hillary fez com que a plateia a aplaudisse de pé dizendo que era uma abençoada e que nenhum dos seus obstáculos na vida se comparava aos que ela via todos os dias na vida de muitos americanos, rematando dizendo que candidatava à presidência para que todos pudessem ser tão abençoados como ela.
Só por esta declaração final o debate valeu a pena. Uma Hillary desesperada por uma vitória que, na minha humilde opinião, mostrou mais que Obama.
Publicado por José Tomás Costa às 18:59
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Revista de blogs (2)

Tenho seguido a par e passo as primárias americanas, em parte devido ao excelente blog de Nuno Gouveia Eleições Americanas de 2008. Tem lá tudo desde os links mais importantes até aos vídeos mais recentes. Conta sobretudo com uma análise diária clara e concisa de tudo o que se está a passar nas hostes Democratas e Republicanas. Não deixe de dar lá um saltinho.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 18:51
link para a posta | Comentar
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Cuba

Fidel Castro, ao contrário do que noticiava hoje o DN, não passou à história. Depois de 49 anos no poder, só a morte faz passar à história. Manter-se-á como “soldado das ideias”, dominando nos bastidores a sempiterna ditadura cubana. Fidel renunciou ao Conselho de Estado, mas não deixou o cargo de primeiro secretário do Partido Comunista Cubano. Deduz-se daqui um silogismo inevitável: O PCC domina Cuba, Fidel domina o PCC, logo Fidel domina Cuba!…
Raúl Castro não é mais que uma máscara de Fidel. Fala-se no seu pragmatismo e na sua admiração pelo modelo chinês como se isso fosse sinónimo de esperança. No entanto, a verificar-se, de nada serve este tipo de abertura: o regime permanece exactamente o mesmo. Aí é que está o Mal.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Armando Valladares esteve encarcerado 22 anos nas prisões de Fidel apenas por não concordar com a ditadura comunista. Achei importante lembrar um episódio do seu livro-testemunho Contra Toda a Esperança:
«De manhã, o sol aquecia a placa de ferro da minha janela, que dava para leste, e a cela transformava-se num forno. Suava-se, então, aos jorros. A transpiração e a gordura, que com ela era expulsa, adquiriam naquele espaço fechado e na obscuridade uma fetidez peculiar.
À tarde, aqueciam-se as placas da frente, à medida que o sol avançava. Passávamos semanas inteiras sem tomar banho. Quando lhes apetecia ou recebiam ordens, os guardas, sentados no corredor, abriam os «chuveiros» com algumas voltas no contador. Faziam isso a qualquer hora. No Verão, abriam-nos quando as placas de ferro estavam em brasa. No Inverno, de madrugada. Então, chegavam ao corredor comprido e gritavam que tinham cinco minutos para o banho. Quando calculavam que estávamos ensaboados, fechavam a água. (…) O sabão secava nos nossos corpos e sentíamos como a pele empastada se ia esticando, e os cabelos ficavam duros. Isto alterava muito os nervos, e os gritos pedindo água, eram uma tortura suplementar. E todo aquele inferno ia minando, gradualmente, o equilíbrio das nossas mentes. Era exactamente esse o objectivo dos nossos carcereiros.»

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Sobre o mesmo assunto, pela blogosfera:

Count thy blessings, hermano!, Luís Rainha no Cinco Dias
O princípio do fim, Daniel Oliveira no Arrastão
Hoje é um dia feliz, Carlos Abreu Amorim no Blasfémias
Vou-me embora, mas não se esqueçam que estou aqui, Tomás Vasques no Hoje Há Conquilhas
Não há mal que sempre dure!, Ricardo Pinheiro Alves no Incontinentes Verbais
Cuba, Tiago Barbosa Ribeiro no Kontratempos
Que mil Buíças floresçam, Pedro Picoito n'O Cachimbo de Magritte
Os maus e os mais ou menos, Pedro Marques Lopes no Blogue Atlântico
The winner? Yes, but..., Henrique Burnay no 31 da Armada
Era Fidel, Rui Rebiano n' A Terceira Noite
Reforma de rivais, José Teófilo Duarte no Blogoperatório
Foguetes para quê?, Eduardo Pitta no Da Literatura
Boas notícias para os cubanos, José Mexia no Nortadas
Publicado por Afonso Reis Cabral às 22:54
link para a posta | Comentar
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Muitas mortes depois...

Fidel Castro renunciou à Presidência do Conselho de Estado de Cuba remetendo a escolha do seu sucessor para a eleição que terá lugar na próxima semana. "Não aspiro, nem aceitarei - repito - não aspiro, nem aceitarei o cargo de Presidente do Conselho de Estado e de comandante-em-chefe", escreveu o líder cubano numa mensagem divulgada hoje na edição online do diário Granma, o jornal oficial do Comité Central do Partido Comunista de Cuba.


Publicado por Afonso Reis Cabral às 10:34
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)
Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

As dez mais bonitas livrarias do mundo* V

9) Keibunsya in Kyoto

If you love bookshops even where you can't read the language, then Keibunsya in Kyoto needs to be on your list too. Some say it's the lighting, others the well-proportioned panels around the walls. Or perhaps it's the little galleries embedded in the bookshelves. Most agree it's just the quiet dignity of the place that's hard to beat. Lots of pretty Japanese art books to marvel at and a few English language ones as well.

10) Hatchards in London

Although the bookshop of Cambridge University is technically the oldest bookshop in Britain, Hatchards of Piccadilly, which has been trading since 1797, is definitely the most aristocratic. Not only does it boast three royal warrants, meaning it supplies books to Her Majesty, it has counted Disraeli, Wilde and Byron among its regulars. Today it retains the spirit of days past, with an interior described by one follower as "reminiscent of being inside a rambling old house, with six floors of small rooms all linked together curling around a central staircase."


* Selecção e texto do jornalista Sean Dodson para o jornal The Guardian. (11 de Janeiro de 2008)
Publicado por Afonso Reis Cabral às 07:45
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

Bucket - Teatro da Palmilha Dentada

Para que é que serve um balde? Serve para tudo, menos para o óbvio, pelo menos parece ser esta a divisa do grupo Teatro da Palmilha Dentada. A peça Bucket, que está em cena no Teatro Sá da Bandeira até 2 de Março, é uma divertida paródia de um mundo que assiste impotente à revolta dos baldes.
Esta comédia non-sense com algum sentido, o que redobra em absurdo, consegue arrancar aos espectadores boas gargalhadas – em suma, o primeiro e último pretexto para não deixar de ir ver Bucket!

De Terça a Domingo às 21h46
Teatro Sá da Bandeira (Sala Estúdio Latino)
Texto e encenação Ricardo Alves
Interpretação de Daniel Pinto, Ivo Bastos e Rodrigo Santos

Publicado por Afonso Reis Cabral às 15:19
link para a posta | Comentar
Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

Pequenos episódios da história III

Gorgô: Praxínoa está?
Praxínoa: Querida Gorgô… Há quanto tempo… Estou sim. É um milagre ver-te por cá. Êunoe, arranja uma cadeira para esta senhora; traz também uma almofada.
Gorgô: Está muito bem assim…
Praxínoa: Senta-te.
Gorgô: Foi mesmo uma patetice… Nem sei, Praxínoa, como me vi livre de tanta gente e de tantos carros. Anda por aí tudo cheio de soldados. E o caminho nunca mais acaba: cada vez vais morar para mais longe.
Praxínoa: Foi aquele maluco… Veio desencantar cá para o fim do mundo este buraco que nem casa é… E só para não ficarmos uma ao pé da outra, só para contrariar… Sempre o mesmo: ciumento e mau.
Gorgô: Não fales assim do teu marido, de Dídone, diante do pequeno, queridinha… Olha como se pôs a mirar-te, mulher! Não tenhas medo, Zoripião, meu lindo menino: ela não está a falar do papá.
Praxínoa: O miúdo percebe, pela deusa!
Gorgô: Bom papá…

As Mulheres de Siracusa na Festa de Adónis
Teócrito (310 a.C. – 250 a.C. )

Publicado por Afonso Reis Cabral às 18:07
link para a posta | Comentar
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Aborto: 1 ano

Depois do primeiro ano da vitória do sim no referendo à legalização do aborto começam a chegar as primeiras notícias de algumas consequências:

Colegas ajudaram-na a abortar bebé de cinco meses, via AAA.

Perante esta notícia absolutamente horrível é difícil articular algumas frases. Mas, sinceramente, nestes casos de “miúdas novas” que não têm maturidade para pesar as consequências destes actos tão graves e perdem a cabeça e fazem uma estupidez que as vai perseguir o resto da vida, penso que a culpa está menos do seu lado do que daqueles que andam por aí a falar a a escrever na comunicação social que o Cytotec é um medicamento abortivo (quase a promover a sua utilização), que apesar de dispostos a pagarem um aborto a uma mulher não padecem da mesma generosidade quando se trata de apoiar (psicologicamente, materialmente, dando informações, o que seja) uma grávida em dificuldades, que, no fundo, falam de (e legislam sobre) um aborto como se fosse um acto inócuo e limpo pelo qual não há consequências para a mãe nem para aquele “amontoado de células” que é o embrião - podendo-se fazer tantos abortos quantos se queira, porque aquela história da legalização querer terminar com a repetição de abortos já se percebeu que era treta, que claro que não se pode obrigar as senhoras a quem se paga um aborto no SNS a ir a uma consulta de planeamento familiar, isso seria uma intolerável intromissão na sua liberdade - que, de facto, criam um clima moral onde um aborto não é grave, é até, talvez, uma solução conveniente, força a usá-la.

Esta “miúda” de vinte anos devia pedir explicações a quem anda a promover tão solicitamente o aborto neste país. Nesta idade ainda se é (muito) sugestionável.


Farmácia Central

Publicado por José Tomás Costa às 20:16
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)

As dez mais bonitas livrarias do mundo* IV

7) Posada in Brussels

Located in a dear old house near St Magdalen's church in Brussels, Posada Books is as famous for its pretty interior as it is for its collection of new and second-hand art books. Has a remarkable collection of exhibition catalogues, which goes back to the beginning of the last century, and holds occasional exhibitions too.

8) El lugar de la Mancha in Mexico

The Polanco branch of Pendulo in Mexico City has long been known as one of the best ways to beat the heat in the largest city in the world. Although it only has a small English language section, its open architecture populated with several trees makes for an excellent afternoon's escape. In honesty, as popular for its excellent cafe as it is its books.


* Selecção e texto do jornalista Sean Dodson para o jornal The Guardian. (11 de Janeiro de 2008)
Publicado por Afonso Reis Cabral às 16:37
link para a posta | Comentar

Revista de blogs

O blog Sorumbático, de Carlos Pinto Coelho, Carlos Medina Ribeiro e António Barreto, entre muitos outros, promove regularmente pequenos concursos com prémio. Basta responder correctamente a uma pergunta, a uma charada, a um desafio, etc., para ter dois dias depois um ou dois livros em casa, enviados com prontidão pelo correio. Na blogosfera, uma iniciativa original, dinâmica e, acima de tudo, divertida. Participem, vale a pena.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 16:18
link para a posta | Comentar | Ver comentários (3)
Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

As dez mais bonitas livrarias do mundo* III

5) Borders in Glasgow

The might of the Michigan-based megastore may make a lot of independent booksellers fearful, but few book lovers can fail to be beguiled by the neo-classical architecture of its behemoth Glasgow branch. Originally designed by Archibald Elliot in 1827 for the Royal Bank, Borders has occupied a prime spot on Royal Exchange Square since the millennium and won over many of the city's book lovers. People reading on the steps outside have become as much a feature of Glasgow as the traffic cone on the head of Wellington's statue. Well, almost. Would have been higher on my list if the aesthetic magnificence of the building had in any way been matched by the interior.

6) Scarthin's in the Peak District


Of course, others might prefer the altogether more earthy beauty of a shop like Scarthin Books in the Peak District. Scarthin's has been selling new and second-hand books since the mid-1970s. It has rooms full of new and old books, a delightful café and what can best be described as a small exhibition of curiosities on the first floor. It is a bookshop so beloved, that it advertises local guest and farmhouses on its websites where devotees can stay overnight.


* Selecção e texto do jornalista Sean Dodson para o jornal The Guardian. (11 de Janeiro de 2008)
Publicado por Afonso Reis Cabral às 16:25
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)

Tratado de Lisboa

O Tratado de Lisboa já está acessível numa versão mais legível. Tem um título muito agradável à vista: "VERSÕES CONSOLIDADAS DO TRATADO DA UNIÃO EUROPEIA E DO TRATADO SOBRE O FUNCIONAMENTO DA UNIÃO EUROPEIA COMO ALTERADOS PELO TRATADO DE LISBOA".
Publicado por José Tomás Costa às 14:35
link para a posta | Comentar
"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds