Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Dois tristes tigres

Dois tigres-de-bengala passearam-se perto da vila da Azambuja Andra só adormeceu quando o cocktail de Xilagesic e Imalgen, dois potentes tranquilizantes, fez efeito. Demorou 15 minutos até perder as forças e cair no chão. Passavam poucos minutos do meio-dia. Cinco horas antes, perto das 06.00, alguém terá aberto as portas do camião onde a tigre-fêmea, com três anos, era transportada. Encostado à berma da Estrada Nacional 3 devido a uma avaria no tubo do ar, "alguém aproveitou a ausência do guarda, que tinha ido buscar água para os animais, abriu as portas aos bichos, roubou o combustível e foi-se embora", explicou ao DN Miguel Chen, proprietário do Circo Chen.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 17:29
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)

Reunião de famosos

(carregar na imagem para ver melhor)
Quantos consegue descobrir?





Publicado por José Tomás Costa às 09:35
link para a posta | Comentar | Ver comentários (12)
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Governo das orelhas moucas

Não sem fundamento, está na moda dizer mal da oposição. No entanto, não vale a pena “bater no ceguinho”: bem ou mal, eles tentam fustigar o Governo, mas não conseguem. Segundo o Público de hoje, das 501 perguntas escritas colocadas ao Governo, apenas 169 obtiveram resposta.

Publicado por Afonso Reis Cabral às 22:48
link para a posta | Comentar
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

Pequenos episódios da história

Os louros de chefe militar e o poder ilimitado de tirano não satisfaziam Dionísio [governante da Sicília do século IV a.C.]. Queria também passar por poeta e atrair assim uma admiração que não podia ser imposta pela força. O tirano era extraordinariamente susceptível a respeito dos seus talentos poéticos. Durante um banquete leu algumas das suas obras ao poeta Filóxeno; depois, muito contente consigo próprio, perguntou-lhe o que pensava dos seus versos. Filóxeno cometeu a imprudência de formular algumas críticas. Dionísio ficou de tal modo irritado que mandou o poeta para trabalhos forçados, nas pedreiras de Siracusa. Mas no dia seguinte, com remorsos, mandou-o libertar. Em seguida, por ocasião de outro banquete, voltou a pôr o pobre Filóxeno à prova: «Que pensas tu dos meus poemas?», Filóxeno não lhe respondeu directamente, mas voltou-se para os guardas com estas palavras: «Levem-me de novo para as pedreiras!»

in História Universal, volume III, Carl Grimberg
Publicado por Afonso Reis Cabral às 09:36
link para a posta | Comentar

Os mercados recuperam


A bolsa portuguesa abriu a sessão a subir mais de 3%, com 16 títulos em alta e a subirem mais de 2%. Acompanhando as fortes subidas da Europa, o PSI-20 sobe 3,05% impulsionado pelos títulos da Galp, da EDP e da PT.
Publicado por José Tomás Costa às 09:24
link para a posta | Comentar
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

The Smokehouse

(Imagem via Blasfémias: pintura de tecto de espaço para fumadores)

A BBC vai lançar um big brother contra o tabaco. O mote poderia ser: dezenas de cigarros, doze viciados, seis crianças, uma casa! Na Smokehouse, os filhinhos vão ter que livrar os seus pais do terrível pecado do fumo by any means necessary. Para além da presença persuasora das crianças, os pais terão acesso, segundo o DN, a “atletas e preparadores físicos para auxiliá-los”.
Este programa intelectualmente anoréctico pretende, além de ganhar muito dinheiro, moralizar as massas e incutir-lhes uma atitude responsável para com a vida… Nada de mais fanático (segundo Amos Oz, o fanático só quer que o outro faça o que é melhor), nada de mais característico de uma sociedade perdida em pequenos valores, pequenas causas, pequenas guerras.

Publicado por Afonso Reis Cabral às 22:18
link para a posta | Comentar
Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Fidel Castro foi hoje reeleito para a Assembleia Nacional

O acto eleitoral em si mesmo mereceu nos últimos dias por parte das agências uma relativa atenção. Em geral todas resumiam que os cubanos chamados a votar são 8,3 milhões e que o número de candidatos, já indigitados ou propostos pelas organizações de "massas", é igual ao de vagas - 614.

Publicado por José Tomás Costa às 22:06
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Notícias preocupantes

Portugal é um dos países que está na mira do terrorismo internacional islâmico e corre o risco de sofrer um atentado ligado ao périplo do presidente paquistanês, Pervez Musharraf, na Europa durante a próxima semana.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 21:13
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

É muito triste

Queria dizer qualquer coisa sobre a nova polémica com os protestos contra a visita do Papa à Universidade "La Sapienza". Mas para quê faze-lo se Rui Oliveira o explica tão bem n'O Insurgente
Aqui fica o ele diz:

Na RTP1, o modo como foi tratado no Jornal da Tarde o cancelamento da visita que o Papa Bento XVI deveria fazer amanhã à universidade romana La Sapienza foi, no mínimo, pouco informado. Já ontem a notícia sobre o assunto no Telejornal dizia uma data de disparates.

Não fiz a transcrição completa das peças televisivas, mas há uma parte absolutamente extraordinária na peça do Jornal da Tarde. A jornalista diz que 67 professores escreveram ao reitor evocando que a universidade é laica e que recordaram:

o discurso reaccionário sobre a ciência que o Cardeal Ratzinger proferiu em 1990. Na altura considerou justa e racional a condenação de Galileu à prisão. O crime de Galileu foi apoiar as teorias de Ptolomeu e Galileu sobre astronomia (sic) e confirmar que a Terra gira à volta do Sol.

Antes de continuar, talvez seja de contar rapidamente o que se passou, pois as notícias da RTP não são muito esclarecedoras.

A reitoria da universidade convidou o Papa a estar na abertura do ano académico. Um professor, Marcello Cini, enviou em Novembro uma carta contestando este convite. Depois, 67 professores, a que se juntou o apoio de mais 600, (entre mais de 4000 da universidade) enviaram uma carta (que pode ser encontrada nesta notícia do Corriere della Sera) ao reitor a pedirem a anulação do convite, mencionando aí a tal frase considerada “reaccionária” pela jornalista da RTP. Ao mesmo tempo, uma minoria de alunos (sem dúvida da esquerda festiva e caviar lá do sítio) estava a preparar um autêntico carnaval para recepção ao Papa, mas o Vaticano decidiu que não ia dar palco a estes meninos (já sabemos que as televisões iriam passar ad nauseam esta contestação mesmo se protoganizada apenas por 100 ou 200 alunos) e anulou a visita. Foi, uma vez mais, uma demonstração de intolerância laicista.

Mas, voltando à vaca fria, o que estava mal na peça da RTP? Em primeiro lugar, na RTP atribuem ao Papa afirmações que não são dele. Se tivessem lido a carta dos 67, perceberiam que o Papa estava a citar o filósofo Paul K. Feyerabend (1924-1994). Segundo os 67 professores o Papa citou esta frase de Feyerabend: “All’epoca di Galileo la Chiesa rimase molto più fedele alla ragione dello stesso Galileo. Il processo contro Galileo fu ragionevole e giusto”.

Retirar uma frase do contexto é fácil. Em que contexto Feyerabend escreveu isto? (e, está claro, ao dizer isto, Feyerabend não estava a defender a Inquisição, apesar do que parece), em que contexto o discurso de Ratzinger citou esta frase? Qual quê? Nada disso interessa aos 67 professores e muito menos aos jornalistas da RTP. Talvez este artigo do Corriere della Sera ajude a compreender melhor esta citação.

Se a jornalista da RTP nem sequer sabe que a citação não era do Papa, como raio saberá ela que o discurso é “reaccionário”?

Outro ponto, “apoiar as teorias de Ptolomeu e Copérnico sobre astronomia”? Gostava que me explicassem isto. De certeza que a teoria do Ptolomeu não era heliocêntrica. Talvez fosse bom a RTP explicar esta frase. É que, à partida, parece-me haver aqui uma contradição.

Não há dúvida que o modo como se faz informação em Portugal é muito pouco satisfatório. Não pesquisa, não há cultura, não há nada. No fundo, parece haver apenas uma coisa: desinformação. Triste, sem dúvida…

É a mesma história que aconteceu com o discurso Ratisbona. Tiram uma citação que o Papa fez fora do sentido e deturpam a sua opinião. É muito triste.

Publicado por José Tomás Costa às 09:07
link para a posta | Comentar

«Cheira bem, cheira a Lisboa»


Hoje no Diário de Notícias:
Cheiro a gás invadiu as avenidas de Lisboa

Um gás de origem desconhecida alastrou ontem pelas principais avenidas de Lisboa, entrou nos túneis do metro e obrigou bombeiros, protecção civil e técnicos da Lisboagás a percorrer a zona entre a Avenida das Forças Armadas até Sete Rios para identificar a origem do mau cheiro. Ao fim de quase 10 horas a retirar tampas de esgotos, escavar buracos ou levantar o alcatrão, foi encontrado junto à Faculdade de Farmácia, na Avenida Professor Gama Pinto, um frasco com uma substância suspeita.

Inspectores da Judiciária deslocaram-se ao local para recolher o recipiente, que será analisado pelos técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente, que vão examinar também amostras de ar recolhidas nos esgotos. Os resultados, no entanto, só serão hoje conhecidos. À hora de fecho desta edição, bombeiros, funcionários da Lisboagás e elementos da protecção civil continuavam no terreno a tentar localizar a origem do cheiro ao mesmo tempo que procediam ao arejamento das condutas e à medição dos níveis de gás.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 08:13
link para a posta | Comentar
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

Risível

A gargalhada é a única resposta possível às declarações de Luís Filipe Menezes sobre os comentadores políticos. Não se percebe porque é que decidiu falar sobre o assunto, nem com que objectivo. Não se percebe, sobretudo, que mal maior advém ao nosso País do facto de não haver «equidade» nos comentários políticos.
Ficámos a saber – isso sim! - que Luís Filipe Menezes, pretendente a primeiro-ministro, enveredou descaradamente por uma política do inócuo.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 21:05
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Vergonhoso



Hoje na TSF:

A estação do Terreiro do Paço está a apresentar problemas de infiltrações, na sequência da chuva que tem caído nos últimos dias em Lisboa, isto apenas um mês depois da inauguração desta estação da Linha Azul do Metropolitano da capital.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 22:40
link para a posta | Comentar

Não se negoceia com terroristas

As FARC, ilustres convidadas da indescritível festa do Avante!, decidiram abrilhantar o camarada Chávez. A mediação do presidente da Venezuela é no mínimo estranha… Por um lado, Chávez fica com a imagem mediaticamente apetecível de “libertador”, por outro, não resisto a especular o que terão as FARC recebido em troca. Subentende-se nas entrelinhas um pequeno incentivo monetário, ou seja, um excelente negócio para ambas as partes.
Entretanto, provando que não se pode negociar com terroristas, foram raptados mais seis colombianos .
Publicado por Afonso Reis Cabral às 20:38
link para a posta | Comentar
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

O Porto (VI)


"O portuense não gosta de Lisboa. Não gosta da polícia. Não gosta da autoridade. Da autoridade vinga-se, desprezando-a. Da Polícia vinga-se, resistindo-lhe. De Lisboa vinga-se, recebendo os lisboetas com a mais amável hospitalidade e com a mais obsequiada bizarria."

Ramalho Ortigão
Publicado por José Tomás Costa às 19:48
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)

Reencontro


Clara Rojas, liberada por la guerrilla de las FARC el pasado jueves tras casi seis años de cautiverio, ha regresado este domingo a Bogotá desde Caracas para cumplir su mayor anhelo, tener entre sus brazos a su hijo Emmanuel. Y ha visto materializado su deseo esta noche (hora española) cuando se ha reunido, tras tres años de larga espera, con el pequeño Emmanuel en un orfanato estatal al noroeste de la capital colombiana.
Publicado por Afonso Reis Cabral às 09:36
link para a posta | Comentar | Ver comentários (1)
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Ética da Responsabilidade (II)


É parecido com este texto?
É a minha opinião.

Publicado por José Tomás Costa às 23:38
link para a posta | Comentar

Ética da Responsabilidade

Com o anúncio da construção do aeroporto em Alcochete, a notícia da rectificação do Tratado quase-Constitucional-mas-não-é-bem-a-mesma-coisa de Lisboa foi chutada pra canto.
No debate na Assembleia da República, que agora é quinzenal e com um modelo que me pareceu muito proprício a um debate mais esclarecedor, também por ser mais curto, Sócrates apresentou as suas razões para que a ratificação do Tratado quase-...- ser feita via parlamento. Sinceramente esperava que Sócrates dissesse que a ratificação iria ser feita no Parlamento "pelas razões que todos sabem"! Mas não. Deu três fraquinhas razões. A primeira dizia que a promessa feita na campanha eleitoral referia-se a um Tratado Constitucional, ora o Tratado de Lisboa é, segundo Sócrates, uma coisa completamente diferente. De facto, o parágrafo relativo a esta matéria no programa do governo apenas se refere ao Tratado Constitucional. Mas isto foi antes da crise provocada com os NÃOS da França e da Holanda nos referendos ao Tratado. Logo, como se poderia saber que ia ser preciso fazer um novo Tratado, que em vez de se chamar Constitucional tem o nome de uma cidade solarenga? Além disso, no programa de governo tem uma frase muito reveladora, que aliás Sócrates se "esqueceu" de ler quando citava esse parágrafo e que diz o seguinte:
O PS entende que é necessário reforçar a legitimação democrática do processo de construção europeia, pelo que defende que a aprovação e ratificação do Tratado deva ser precedida de referendo popular, amplamente informado e participado, na sequência de uma revisão constitucional que permita formular aos portugueses uma questão clara, precisa e inequívoca.

Programa Eleitoral do PS (p. 154)
Destacados meus
Sócrates preferiu um compromisso com os líderes europeus a um compromisso com o seu próprio povo e, mais do que isso, o seu eleitorado...

Um referendo popular "amplamente informado" seria sem dúvida muito útil. Claro que há aqueles que consideram o assunto demasiado complexo para ser levado a debate. Mas a sociedade de hoje caracteriza-se pela sua complexidade. A questão do aeroporto não foi discutida? Foram apresentados números, vantagens e incovenientes. Na questão europeia não. Ninguém se preocupou em fazer um "Tratado de Lisboa para «tótós»".
Pois, fica aqui a minha sugestão. Alguém que escreva um "Tratado de Lisboa para «tótós»" em nome de um povo "amplamente informado".

Publicado por José Tomás Costa às 22:20
link para a posta | Comentar

O Porto (V)

O Tomás escandalizou-se com a citação que eu postei de Eça de Queiroz. Ainda bem que Eça continua a escandalizar! É bom sinal…
Para lhe adoçar o espírito, contudo, deixo aqui uma citação mais amena sobre o Porto, desta vez um poema de José Gomes Ferreira.

Porto - cidade de luz de granito.

Tristeza de luz viril
com punhados de grito.

Publicado por Afonso Reis Cabral às 08:20
link para a posta | Comentar
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Mário Lino "jamais" sairá do Governo


José Sócrates anunciou hoje que o novo aeroporto internacional será em Alcochete. Não me sinto com qualificações para avaliar a decisão, no entanto, acho no mínimo estranho que Mário Lino não se tenha demitido imediatamente. Parece que sair do Governo, mesmo depois de todas as posições que tomou, jamais, JAMAIS!

Publicado por Afonso Reis Cabral às 17:34
link para a posta | Comentar
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

O Porto (IV)


Afonso,
mas o Eça de Queiroz também disse:

"Lisboa inveja ao Porto a sua riqueza, o seu comércio, as suas belas ruas novas, o conforto das suas casas, a solidez das suas fortunas, a seriedade do seu bem estar. O Porto inveja a Lisboa a Corte, o Rei, as Câmaras, S.Carlos e o Martinho. Detestam-se!"
Publicado por José Tomás Costa às 23:09
link para a posta | Comentar | Ver comentários (2)
"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds