Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Afinal...

Ontem, todos os jornais diziam que sim, hoje já vêm dizer que não. Alguém - quem? - lançou o boato e todos decidiram dá-lo como certo. Ontem, o Expresso era peremptório: O Expresso sabe que o jornalista José Rodrigues dos Santos foi suspenso de funções e que será alvo de um processo disciplinar que visa o despedimento. Hoje, pelos vistos, a coisa muda de figura. Estamos bem, estamos...

No Público:

As notícias veiculadas nas últimas horas que davam conta de que José Rodrigues dos Santos ia ser alvo de um processo disciplinar e que já não apresentava mais o Telejornal não se confirmam. Em declarações ao PÚBLICO o pivô da RTP afirma que ainda não foi contactado pelo Conselho de Administração (CA) do operador público no âmbito das suas declarações à PÚBLICA no passado domingo. E o próprio CA ainda está a estudar as medidas a tomar.

Publicado por Afonso Reis Cabral às 07:41
link para a posta | Comentar
2 comentários:
De BH a 10 de Outubro de 2007 às 15:37
Atenção!
Os jornais não são boas fontes de informação!Nunca foram.
Isto é, as secções de necrologia e de anúncios lá vão informando qualquer coisa. A dos anúncios com muita mentira e engano pelo meio(o do Dr. Karamba é de antologia!); a de necrologia, invariàvelmente já é do conhecimento do interessado e respectiva família.
Quanto ao resto pode-se dividir em três categorias: 1ª: publicidadde encriptada; 2ª: tráfico de influências e a 3ª generaliades da Lusa eivadas de gralhas e outro tipo de corvídeos.
Ah! já me esquecia! faltam as palavras cruzadas e o sudoku. Quanto ás palavras cruzadas, ou são de caras ou têm uma palavra encontrada num dicionário de botânica da américa latina sobre uma espécie de orquídea rara que só vive nos Andes acima dos 3.000 metros de altitude; quanto ao outro tem um nome que faz lembrar o processo da casa pia e por isso devia estar em segredo de justiça.
Assim sendo qual é o melhor meio de informação?
Experimentemos as conversas de autocarro!!!
De Pedro Barbosa Pinto a 10 de Outubro de 2007 às 11:00
Com este governo, atendendo ao flop que foi o "diálogo" de Guterres, as coisas são todas tratadas com o que eu chamo "diálogo surdo" que até ao momento parece estar a dar bons frutos.
O que é o "diálogo surdo"?
Abre-se um inquérito (que eu traduzo por pôr o assunto em banho maria) e espera-se que algo de importância semelhante ou superior aconteça. Nessa altura publica-se a conclusão do inquérito e aplicam-se as sanções ao prevaricador. Os exemplos vão medrando um pouco pelo País todo.

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds