Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006

As incoerências da vida (política) II

Para me explicar melhor do post abaixo escrito deixo as seguintes reflexões para os que viram os videos:
1º É impossível manter uma coerência total durante uma vida; principalmente um político que tem que dar as suas opiniões diariamente não consegue manter uma coerência, não por uma questão de desonestidade, mas sim, pelo desenvolvimento que é normal haver nas opiniões duma pessoa;
2º O primeiro caso, de Paulo Portas, é um caso normal, nada dificil que aconteça com qualquer um de nós, à um ano atrás eu dizia que nunca fumaria... e hoje, bem... É aquele tipico caso em que nos engana-mos a nós próprios, dizemos uma coisa que não podemos garantir, Paulo Portas dizia que nunca se deixaria seduzir pelo poder e hoje... bem...;
3º O segundo caso é um caso grave. José Socrates não se enganou a si próprio, enganou-nos! A não ser que ele estivesse muito convencido disso e acreditasse no que dizia na campanha eleitoral, o que duvido.

Bem, a vida é ela própria cheia de incoerências, mas há incoerências e incoerências!
Publicado por José Tomás Costa às 22:49
link para a posta | Comentar
2 comentários:
De António Sousa Leite a 20 de Outubro de 2006 às 17:31
afonso, só te digo uma coisa:
por metade foi o Santna demitido e tu achaste muito bem. então agora as ideias de robin dos bosques com os deficientes... já para não falar do que teve um mau dia e do que apenas queria motivar os portugueses
De Afonso Reis Cabral a 19 de Outubro de 2006 às 11:05
As reformas são necessárias para o país avançar, parece-me lógico. É preciso «apertar o cinto». Mal ou bem é o que o primeiro-ministro está a fazer. Não é motivo para grandes surpresas as mentiras ditas por Sócrates na campanha eleitoral, no final de contas, quem é que acredita ainda nas promessas dos políticos na campanha eleitoral? Faz tudo parte do jogo, não me sinto especialmente ofendido em enganado. Concordo, no entanto, com tudo o resto: a vida muda, mudam as ideias, mudam as políticas e isso é perfeitamente natural.

Comentar posta

"I should find myself degraded if I descended to finding out if my convictions suited every man in the audience before I uttered them."
John Osborne
in A subject of scandal and concern

.Contribuidores

.Pesquisar:

 

.Últimas postas

. Está morto mas estamos vi...

. A 79 anos da quinta-feira...

. Le Clézio: Nobel da Liter...

. Dois anos!!

. Ai a crise!

. Morreu Dinis Machado

. Animator Vs Animation

. Angústia nas paredes

. Consumidores de gasolina ...

. Chega hoje o Outono

.Arquivos

. Janeiro 2012

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Ligações



blogs SAPO

.Tags

. todas as tags

.subscrever feeds